NOSSA MISSÃO
Organizar e defender os trabalhadores respeitando os direitos de cidadania e a diversidade como os princípios para a construção de uma sociedade justa.

São Carlos na luta contra o fechamento da Ford no Brasil

Publicado em 29-01-2021 às 17:08

São Carlos na luta contra o fechamento da Ford no Brasil

Um protesto foi realizado na manhã desta sexta-feira (29/01), em frente a Concessionária da Ford em São Carlos, na Avenida Getúlio Vargas.  A manifestação foi contra o fechamento da Ford do Brasil que ameaça milhares de empregos. 

O ato simbólico foi organizado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, teve a participação de representantes da FEM-CUT/SP (Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT/SP) e do Partido dos Trabalhadores de São Carlos (PT), que por conta da pandemia, teve suas limitações respeitando os protocolos de segurança.

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, Vanderlei Strano, o fechamento da Ford no Brasil causa preocupação. “Temos uma cadeia produtiva por traz das empresas automotivas, e isso nos causa uma preocupação enorme com o futuro da indústria no nosso país, e consequentemente nos empregos. Por isso, os metalúrgicos de São Carlos e Ibaté se solidarizam aos trabalhadores na Ford, na luta pelo emprego”, ressalta Strano.

O presidente do Partido dos Trabalhadores em São Carlos, Erick Silva, se solidarizou a luta dos trabalhadores na Ford. “Estamos aqui hoje, lutando em São Carlos apoiando os trabalhadores de Taubaté (SP) e de Camaçari (BA). Todos na Luta para a Ford ficar no Brasil, tendo a sua produção local e não se tornar uma importadora”, declara Erick.  

 A Diretora da Mulher da FEM-CUT/SP, Ceres Lucena, falou da importância de sensibilizar a sociedade brasileira. “Além do nosso ato simbólico, hoje em Taubaté foi realizado a carreata ao Santuário de Aparecida, que faz parte de um conjunto de ações do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região, pra conscientizar a população da importância da Ford ficar no Brasil, na qual teve também a participação da nossa Federação. Estamos juntas/os companheiras/os.” destacou Ceres.


Fotos