28 ago - DATA-BASE: Fundição sinaliza para assinatura da Cláusula de Salvaguarda

PDFImprimirE-mail

Bancada patronal sinaliza renovação da convenção coletiva e compromisso com a cláusula de salvaguarda

Na manhã de sexta-feira, 25, a Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT São Paulo, a FEM-CUT/SP, realizou a segunda rodada de negociação com a bancada da Fundição na sede da Associação Brasileira de Fundição (ABIFA), em São Paulo.

A bancada patronal reafirmou o compromisso com a mesa de negociação permanente, da qual é signatária há duas Campanhas Salariais, e sinalizou para a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho. “A reforma trabalhista, que representa retrocesso nos direitos da classe trabalhadora, ameaça a nossa convenção coletiva também. A sinalização de assinatura é positiva, é uma garantia que não perderemos nossos direitos conquistados e assegurados pela convenção”, afirmou Adilson Faustino, o Carpinha, Secretário Geral da FEM-CUT/SP.

Outro aceno positivo por parte da Fundição, foi o compromisso de assinatura da cláusula de Salvaguarda. “Esta cláusula que estamos reivindicando é uma das formas que temos para barrar os efeitos da reforma trabalhista que foi aprovada no Congresso Nacional”, explicou Raimundo Oliveira, Assessor Jurídico da FEM-CUT/SP. “Ela nos dá garantia de debate sobre as aplicações da reforma assim que ela for regulamentada. Além da cláusula de salvaguarda, outras medidas jurídicas estão sendo construídas, de forma unitária, para anular a reforma”, finalizou Oliveira.

Os próximos encontros deverão ser marcados pelo debate da cláusula econômica.
 

FEM-CUT/SP


Jornal Metalúrgicos

Inscreva-se

Próximos Eventos

Curta o Sindicato no Facebook

Denuncie ao Sindicato!