O único caminho é votar direito

PDFImprimirE-mail

-            ERICK SILVA             -
 Confira abaixo a coluna semanal, no Jornal Primeira Página desta quinta-feira (03/08), com a opinião do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos, Dirigente da FEM-CUT/SP e Mestrando  em Políticas Públicas.

E ontem a Câmara dos deputados votou a permissão para processar o presidente ilegítimo Temer.

Claro que não deu tempo de assistir a votação antes de escrever essa coluna, até porque a votação sempre é em horário que o povo trabalhador já esta dormindo, golpes são dados sempre na penumbra.

Vamos acordar pela manhã com “Inês já morta”. Também não ando tendo sono pra perder com filme de horror, aliás gênero que eu nunca gostei.

As perguntas que já estão ficando repetitivas: São Carlos tem deputado eleito, como será que votou? Porque votou dessa forma? E os demais?

Eu pessoalmente apostaria em Michel Temer, se foi jogado aos leões será surpresa.

O primeiro presidente brasileiro processado no exercício do mandato, com provas públicas, deve ter sido protegido pela câmara, afinal, derrubar Temer significa, para os deputados, que o próximo da fila pode ser algum deles.

Assim, defender Temer para os deputados é auto proteção. Quem entre os deputados votaria pra fila andar? Os não implicados penso.

Sem esquecer que depois dessa pode vir outra denúncia contra o mandatário golpista, e em setembro a promessa de reforma politica, dessa também já falei nessa coluna, e a expectativa é sempre que votem contra a vontade do povo.

É muita coisa pra um conjunto de deputados que não representa ninguém, sei que estou sendo chato, mas prometo que semana que vem trato de algum assunto novo, mas realmente a coisa tá feia.

Sabe como resolve?  Eleição!

Aí alguns mais incrédulos dirão. Não tem em quem votar!

Começa pela lista dos que votarem a favor do afastamento de Temer, depois pelos que lutaram contra o desmonte trabalhista, também inclua os que foram contra o congelamento do investimento em direitos sociais, já temos alguns bons indicativos.

Simplificar não resolve nada, tem que se dedicar pra fazer um país melhor. Sentada ou sentado no sofá, ou na frente do computador repetindo coisas que não sabe o que é, pode render no máximo uma dor nas costas.

* Erick Silva, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Região, Dirigente da FEM-CUT/SP e Mestrando em Politicas Públicas

 

JORNAL PRIMEIRA PÁGINA


Jornal Metalúrgicos

Inscreva-se

Curta o Sindicato no Facebook

Denuncie ao Sindicato!