Povo X Mercado

PDFImprimirE-mail

-          ERICK SILVA          -
 Confira abaixo a coluna semanal, no Jornal Primeira Página desta quinta-feira (22/06), com a opinião do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos, Dirigente da FEM-CUT/SP e Mestrando  em Políticas Públicas.

Estava pensando na crise que estamos vivendo, sabendo que a razão da crise é a disputa para ajustar quem ficará com o dinheiro, nesse caso, com os impostos que cada um de nós pagamos. De um lado o povo, do outro o “mercado”.

Quando alguém do setor financeiro, diz que determinada politica ou medida é boa, ele está dizendo que é boa pra quem tem investimento, não pra você ou pra mim que vivemos de salário. Lembra da história que a bolsa subia a cada noticia favorável ao impitimam? Sua vida tá melhorando ou piorando nos últimos 12 meses? E a do “mercado”?

O mesmo mercado financeiro diz que austeridade fiscal é bom, tentando te convencer que reduzir os investimentos em direitos como saúde e educação vai te ajudar em alguma coisa, pior é você acreditar.

Se o jornal da tv que você assiste toda noite só mostra análise de financista, com termos que você não entende, experimenta contar quantas propagandas de banco tem no intervalo e tenta dormir tranquilo.

É a dívida publica dizem eles!!  nossa !!! A dívida publica !!!!

A divida pública brasileira equivale a 65% do PIB, segundo o FMI, é inferior às de países como Estados Unidos (103% do PIB), Japão (230%), Alemanha (81%) e França (86%).

Em 2016 o Brasil pagou 407 bilhões só em juros da divida pública a esses investidores defendidos pelo jornal da noite, mais de 6% do PIB enquanto os países acima gastaram entre 1,5 e 2,5%. Em saúde foram investidos menos de 120 bilhões, quase 4 vezes menos.

Então quando você ouvir insistentemente um financista da tv dizer que o Brasil tem que reduzir o gasto público, nunca é o gasto em juros e sim o investimento em saúde e educação, seus direitos que estão sendo retirados para garantir o pagamento dos investidores.

Assim, se você tem pelo menos “míseros 10 milhões” investidos em títulos do tesouro, pode continuar acreditando nas notícias da tv. Se não tem e depende de salário pra viver, melhor rever onde se informa, ou você já viu alguma propaganda de sindicato no intervalo da novela?

 

* Erick Silva, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Região, Dirigente da FEM-CUT/SP e Mestrando em Politicas Públicas

 

JORNAL PRIMEIRA PÁGINA


Jornal Metalúrgicos

Inscreva-se

Curta o Sindicato no Facebook

Denuncie ao Sindicato!